19 99987-2900 19 3496-1747 | 3496-2771

Marcel Capretz – Insegurança

O goleiro Bruno está definitivamente sem confiança para ser titular do Palmeiras. Não há dúvidas de seu caráter e de seu legítimo amor ao clube. Porém qualquer falha que vier a acontecer será remetida ao frango histórico na Libertadores diante do Tijuana. Foi assim na primeira derrota do Verdão na Serie B contra o América-MG: a bola nem era tão fácil assim, mas por ser Bruno no gol todos criticaram, dizendo que o lance era defensável. E o que é pior, o goleirão se mostrou nervoso e bateu boca com os repórteres ainda no gramado.
A própria diretoria palmeirense sabe que Bruno não pode ser titular. Tanto que no começo do ano o experiente Fernando Prass foi contratado. O melhor para Bruno é sair do Verdão. Esquecer o amor pelo time e seguir sua carreira em outro lugar. Só longe do Palestra Itália ele terá a paz necessária para mostrar seu futebol.

Peixe
A diretoria do Santos acertou em cheio ao demitir o técnico Muricy Ramalho. Ele já não demonstrava o menor ânimo em seguir no Peixe. Suas entrevistas, que em outros tempos era grosseira, mas enérgica, tinham virado apenas resmungos e reclamações por não ter jogadores de qualidade no elenco. Muricy, que enfrenta graves problemas de saúde, não conseguiu dar um padrão de jogo a equipe. O esquema era sempre o mesmo: bola pro Neymar. E os jogadores trazidos pelo treinador não renderam o esperado.
Que as saídas de Muricy e de Neymar façam o Peixe renascer. É hora de voltar a pensar grande. Se o clube conseguiu sobreviver sem Pelé vai dar a volta por cima agora também.

Timão
Alexandre Pato até aqui é um mico no Corinthians. Não justificou os R$ 40 milhões que o clube gastou para traze-lo do Milan. Apático em campo, o jogador não corresponde às expectativas dos dirigentes e torcedores. Ninguém quer saber se ele brigou com a namorada: o que todos querem ver é um centroavante matador, vibrante e decisivo. Pato não foi nada disso até aqui.

Deixe uma resposta