Você está aqui: Capa » COLUNISTAS » Do Fundo do Baú Rafard » Do Fundo do Baú Rafard
05/05/2017

Do Fundo do Baú Rafard

Quem nasceu, e quem passou a infância em Rafard, com certeza estudou no famoso Grupo Escolar de Rafard, que mais tarde passou a ser Grupo Escolar Professor Luis Grellet, em homenagem ao professor que dedicou parte de sua vida e suas energias ao ensino em nossa cidade.

Época inesquecível, quando os professores eram respeitados como se fossem uma autoridade na classe, e o ensino era de qualidade, pois mesmo sem os recursos de hoje, se aprendia muito mais.

Havia muito respeito, porque nossos pais, nos disciplinavam, fazendo muitas recomendações antes de sair de casa para irmos à escola, e terminada a aula, a ordem era ir direto para casa, sem se meter em confusão.

Houve um tempo em que as carteiras escolares serviam a dois alunos. Isso mesmo, sentavam em pares, e um ensinava o que sabia ao outro. Lembro-me que eu dividia minha carteira com meu amigo Salvador Veronese, e um ajudava o outro nas lições, mas nós dividíamos até mesmo os lanches.

Antes de entrarmos para a classe, havia uma cerimônia, onde era hasteada a Bandeira Nacional ao som dos professores e alunos entoando o Hino Nacional, depois Dona Lucrécia colocava todos alunos perfilados no pátio, e a medida que declamava algumas palavras, todos deveríamos repetir frase após frase. Recomendação essa, que era seguida à risca por todos, sob os olhares do Diretor Leonardo Januzzi.

Declamava Dona Lucrécia: “- Brasil, nesta casa de educação e ensino (…), constantemente pensamos em ti (…), no teu passado de glória (…), no teu presente de grandes realizações (…), no teu glorioso porvir (…)”

Infelizmente minha memória só conseguiu guardar até esse ponto, mas é suficiente para ilustrar quão bom foi estudar no Grellet, e ter vivido um tempo que só nos deixou boas lembranças… Recordar é preciso!