Você está aqui: Capa » COLUNISTAS » Editorial » Mais um ano
12/05/2017

Mais um ano

Primeira capa do jornal O Semanário, em 1991  (Foto: Arquivo/O Semanário)

Primeira capa do jornal O Semanário, em 1991 (Foto: Arquivo/O Semanário)

EDITORIAL | Pois é, passou tão rápido. Não tivemos nem tempo de comemorar a Bodas de Prata completada em 2016 e, na próxima segunda-feira, 15 de maio, sopraremos velinhas novamente.

E lá se vão 26 anos dedicados à Rafard. Que história bonita. Quanto orgulho de tanta dedicação dispensada a está árdua missão, iniciada pelos fundadores, José Carlos Darros e seu fiel escudeiro, João Eduardo Proença. Quem também levantou essa bandeira bravamente foi o saudoso amigo José Maria de Campos, que partiu tão brevemente desta terra.

São tantas pessoas que já participaram desta história. Colaboradores, colunistas, jornalistas e entregadores, todos reconhecidos por sua parcela.

Passados 26 anos desde a fundação, o espaço para guardar tantas histórias nas coleções de livros, começa a ficar pequeno. Boas ou ruins, essas histórias estão eternizadas e zeladas carinhosamente na redação deste periódico.

A história d’O Semanário não é segredo para ninguém e pode ser consultada a qualquer momento na página oficial do jornal na internet, bem como nos arquivos internos.

Mais do que falar das dificuldades de manter um jornal impresso no interior, da falta de recursos, apoio, patrocínios, reconhecimento e, acima de tudo, respeito, é momento de renovar o compromisso e dizer que, o que não falta, é vontade de fazer diferente, de buscar incessantemente novos caminhos para a sobrevivência, de perpetuar o sonho iniciado lá em  1991.

Graças a insistência, muitas vezes vista como burrice, Rafard pode se orgulhar de ter um veículo de comunicação, que mais do que levar as notícias ao seu povo, quebra as barreiras da distância, da ignorância e do preconceito, com circulação em mais seis municípios vizinhos – Capivari, Mombuca, Porto Feliz, Rio das Pedras, Elias Fausto e Monte Mor.  Além disso, seu conteúdo é disseminado através das redes sociais e do site oficial, o qual temos orgulho de divulgar que os número só crescem. São mais de 95 mil acessos mensais.

Assim caminha o impresso rafardense, ajudando a construir a história. Em formato standard, a versão no “bom e velho” papel está disponível na maioria das bancas e padarias da região e assim pretende permanecer, enquanto o bom jornalismo, com cobertura, edição e apuração for importante para você.

Pois bem, lá se vão 1304 edições.

Que todos se sintam abraçados nesta data, os fundadores, os colunistas que por aqui passaram e os que contribuem até os dias de hoje, os diversos jornaleiros, colaboradores e a todos que contribuíram e contribuem, direta ou indiretamente com esta trajetória, em especial os leitores e, é claro, a família.

E que a cada ano a gente possa comemorar juntos essa linda história!