Você está aqui: Capa » NOTÍCIAS » Rafard » “Os meus 20 anos de vida pública como vereador estão me ajudando muito neste desafio”, acredita Uil Maia
11/08/2017

“Os meus 20 anos de vida pública como vereador estão me ajudando muito neste desafio”, acredita Uil Maia

Prefeito diz ter consciência que há muito por fazer e que confia no trabalho em equipe  (Foto: Divulgação/PMR)

Prefeito diz ter consciência que há muito por fazer e que confia no trabalho em equipe (Foto: Divulgação/PMR)

RAFARD | Mais de sete meses já se passaram desde que Ilson Donizete Maia (PSD), foi eleito prefeito de Rafard, nas eleições de 2016, com 52,74% dos votos. Os ‘tempos de paz’, concedidos por vereadores e pela população, parecem estar se findando. As cobranças começaram a chegar e as críticas aumentam com o passar dos dias.
Consciente da responsabilidade e das promessas, Uil Maia, como é conhecido, abriu as portas do gabinete para apresentar um balanço do primeiro semestre, respondeu a assuntos polêmicos e apresentou suas expectativas para Rafard. Confira a entrevista exclusiva na íntegra:

O Semanário – Quais os pontos positivos do seu primeiro semestre de governo?

Uil Maia – Mesmo com as dificuldades próprias do começo de mandato, são vários os pontos positivos. Com cinco meses na Prefeitura, nós compramos 2 veículos 0 KM para os serviços de rua e recuperamos outros que estavam parados, como uma ambulância e outros veículos da Saúde parados há mais de dois anos. Em compra de medicamentos, foram mais de R$ 100 mil, inclusive de remédios que estavam faltando há muito tempo. E ainda na Saúde, foi ampliado o horário de atendimento dos pediatras e o Plantão Criança funciona até mais tarde para as mães que precisam levar as crianças para a vacina. Os serviços de limpeza, conserto de pontes, estradas rurais, sinalização e melhorias no trânsito, e até mesmo o conserto do caminhão de lixo com mão de obra própria, também são pontos positivos. Uma das primeiras medidas de nosso Governo foi a volta do reembolso escolar dos alunos em 50%, o que até dezembro era pago apenas 30%. Conseguimos nos três primeiros meses de trabalho reduzir a lista de espera de crianças para a creche, de uma lista de 60 crianças, baixamos para 11, sendo que parte destas já está sendo atendida. As creches do município não fecham mais em pontos facultativos e na área de esporte e cultura nós temos mais oficinas de dança e a nova oficina de Karatê. Tivemos mudanças na limpeza e fizemos serviços que estavam parados como a limpeza da Rede de Esgoto, a troca da bomba d’água do Distrito, que estava sem manutenção há quase cinco anos, e também fizemos a limpeza da caixa séptica do Distrito Industrial. Há tantos outros pontos positivos, e sabemos que ainda há muito por fazer, por isso temos a confiança no trabalho em equipe.

O Semanário – Nesse período, você sentiu a cobrança da população em algum aspecto?

Uil Maia – Sim, a cobrança é normal no trabalho da administração pública, pois assim como eu, os moradores querem o melhor pra Rafard. As sugestões e críticas construtivas são bem vindas, porque assim o trabalho vai amadurecendo e o resultado é o melhor para a cidade. O caminho ainda será longo, mas a boa notícia, é que muitos projetos que estão em andamento darão bons frutos ainda este ano.

O Semanário – O que você considera ter feito errado ou que gerou um aspecto negativo?

Uil Maia – Buscamos sempre tomar medidas para solucionar os problemas que encontramos e ajustar quando vemos que precisamos melhorar. É claro que toda mudança gera estranheza, mas são passos pra caminhar por mais três anos e meio sem perder o foco do que é melhor pra cidade. Nestes seis meses não chegamos aos 100% de acertos, mas com certeza, fizemos muitas melhorias que já podem ser vistas pelos moradores.

O Semanário – Qual a principal mudança que você vê entre o Uil vereador e o Uil prefeito? Quando entrou na Prefeitura, alguma perspectiva mudou?

Uil Maia – A principal mudança é a responsabilidade de tomar as decisões pelo município, o papel do prefeito é ter em mente que todos os dias, por 24 horas, é preciso estar focado e atento ao que acontece no município e o que pode ser feito para melhorar em todos os setores. Acredito que os meus 20 anos de vida pública como vereador estão me ajudando muito neste desafio, é como cuidar da minha própria família, por isso Rafard está sempre em primeiro lugar em todas as decisões enquanto administrador municipal.

O Semanário – Uma das propostas que você usou no seu plano de governo foi a abertura do Posto de Saúde no período noturno, que já começa a ser cobrada pela população. Em que pé está isso? O seu governo vai reabrir o PS? Se sim, quando?

Uil Maia – Já demos passos importantes na Saúde. Assim como os demais candidatos da última campanha para prefeito também afirmaram esta proposta, nós defendemos sim a abertura da Unidade 24 horas. Isso não está esquecido, é um desafio muito grande e sabemos desta necessidade para o município. O que ainda dificulta esta conquista é a falta de recursos, que não só castiga Rafard, mas todas as cidades da região e do Brasil. Faltam recursos e vamos precisar ir passo a passo para reabrir a Unidade de Saúde no período noturno. Novas medidas já estão sendo tomadas pela Diretoria de Saúde, como a mudança no horário de funcionamento do Plantão Criança, e vamos continuar com as melhorias, inclusive com o estudo do impacto financeiro para abertura da Unidade no período da noite. Assim como os rafardenses, eu também compartilho deste desejo de ver a Unidade de Saúde de volta 24 horas. Assim como a grande maioria da população, eu também não tenho Plano de Saúde e quero muito esta conquista da reabertura da Unidade em Rafard.

O Semanário – A Prefeitura já tomou as providências quanto a apuração de desvio de dinheiro público no Legislativo?

Uil Maia – De acordo com o Departamento Jurídico da Prefeitura, já foi dado o devido andamento no Processo Judicial, o relatório completo já foi encaminhado para a ação judicial.

O Semanário – Se você pudesse resumir esses seis meses de governo em uma frase, qual seria?

Uil Maia – Em uma frase acredito que seria impossível, mas em palavras eu resumiria em algumas. Sendo: Satisfação, desafio e Fé em Deus. Os desafios são muitos, mas acredito que com trabalho e Deus à frente de tudo podemos superar e ver o objetivo alcançado.

O Semanário – Qual a previsão de abertura da nova creche? Quantas crianças abrigará? Quais os motivos barraram o funcionamento até agora?

Uil Maia – Para que a nova creche possa começar a funcionar nós temos que cumprir o que nos pede a Legislação, que é a contratação de profissionais de PDI (Professor de Desenvolvimento Infantil). Para isso, e também para a contratação dos demais funcionários necessários na creche, é indispensável o Concurso Público, que já está em andamento. A nova creche irá atender um número aproximado de 100 crianças e vai começar a funcionar assim que forem contratados os profissionais através do Concurso.

O Semanário – Em que pé está a proposta de construção de um novo Centro de Saúde da Família, no bairro Popular?

Uil Maia – A proposta está em continuidade através da nova Diretora de Saúde, que assumiu há poucas semanas e está retomando os novos projetos, sendo um deles a criação de uma unidade PSF no bairro Popular.

O Semanário – O que o governo municipal tem feito para agilizar a construção das casas populares, iniciadas na gestão anterior? A Prefeitura tem alguma previsão para a entrega?

Uil Maia – O ritmo das obras, a liberação de recursos e a entrega das casas populares são de total responsabilidade do Governo do Estado. O que estamos fazendo enquanto governo municipal é fiscalizar o andamento das obras, através do Departamento de Engenharia, e cobrar maior agilidade para o término das unidades habitacionais. Isso nós temos feito constantemente, e em uma de nossas visitas à CDHU, fomos informados de que o prazo para a entrega das casas é para junho de 2018.

O Semanário – Recentemente o presidente dos Correios visitou a cidade. Houve alguma promessa ou compromisso para melhoria do serviço em Rafard?

Uil Maia – Esta visita foi bastante produtiva e nós pedimos a presença do ex-deputado e presidente dos Correios Guilherme Campos em Rafard justamente para solicitar melhorias para a agência dos Correios da cidade. Um dos pedidos é para que o serviço de entrega de correspondências seja feito no Distrito Industrial. O presidente dos Correios Guilherme Campos tem fortes laços com nossa cidade, inclusive com a indicação de verbas para Rafard e com o título de cidadão rafadense que recebeu durante nossa atuação na Câmara Municipal. Acredito que seu compromisso com as melhorias para a agência dos Correios vai ser cumprido, pois já na visita, ele anunciou mudanças e novos projetos para os serviços dos Correios.

O Semanário – No início do ano, o senhor se reuniu com empresários do distrito industrial e diretores da Vivo para discutir o fornecimento de internet no local. As conversas evoluíram?

Uil Maia – Sim, evoluíram, e na próxima quinzena estarei pessoalmente em Brasília para um encontro com o ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, para tratar sobre este assunto. Estarei com o ministro para falar sobre a urgência do serviço de Internet para o Distrito Industrial. A nossa proposta é que se concretize o projeto de Internet através de fibra ótica para as empresas do Distrito.

O Semanário – Ainda sobre o distrito, o que vem sendo feito para tentar atrair novas empresas para o município?

Uil Maia – Um dos primeiros passos para atrair novas empresas para o Distrito é o fornecimento de energia com capacidade suficiente para atender a demanda. Em reunião na última semana com a empresa Radar, pedimos agilidade nas escrituras das áreas que foram vendidas por eles para empresas que pretendem se instalar no Distrito. Com as escrituras, será possível cobrar um compromisso feito lá atrás, que é o projeto de uma subestação de energia, que em parceria com a CPFL, poderá atender as empresas. Isso será um passo importante para atrair novas indústrias. O fornecimento adequado de energia e a conquista da internet através da fibra ótica são fundamentais para o desenvolvimento do Distrito.